Violência contra a mulher no ambiente virtual

Em tempos de Indústria 4.0 muitas das violências que são praticadas na vida real podem ser também praticadas no ambiente virtual, principalmente nas redes sociais. Por esta razão, no último dia 14/04/2019 eu convidei a Drª Katiele Marques (@katiele.marques) para fazer uma live no Instagram debatendo alguns atos que podem ser classificados como delito penal pela legislação brasileira.

Números da violência contra a mulher no Brasil

Segundo a Pesquisa Mundial replicado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública a cada dez anos com base em informações de 89 países e com dados compilados durante dois anos para só então ser publicado o seu resultado. O último resultado foi publicado em 2018 e apresentou os seguintes números do Brasil que está em 7º lugar como o país mais violento para as mulheres.

  • 13 mulheres são mortas por dia pelo delito de feminicídio;
  • a cada 09 minutos 01 mulher é estuprada;
  • a cada 02 minutos 01 agressão acontece no âmbito doméstico.

TIPOS DE VIOLÊNCIAS praticadas no ambiente virtual

Pornografia de vingança: Fazer fotos ou vídeos íntimos das suas relações sexuais com o(a) seu(sua) companheiro(a) não é proibido, principalmente quando faz parte de alguma fantasia sexual de um dos dois ou de ambos. Porém, não são raras as situações em que a relação acaba e um publica estes registros nas redes sociais. Tal ato configura-se como o crime de pornografia de vingança ou de revanche. Acontece que, quando a imagem de uma mulher nua é publicada na internet ela é capaz de chocar mais do que a foto de um homem nu. Choque este bastante embasado na cultura do machismo não só no Brasil, mas no mundo inteiro.

Sexyting: Se você envia nudes para os(as) paqueras cuidado! Não tem nada de errado e nem é delito tipificado na legislação brasileira. Mas, é o que dá início a delitos sexuais previstos na legislação brasileira. Suas imagens ou vídeos poderão ser publicadas por ele(a) nas redes sociais ou sua conta na nuvem poderá ser invadida por hackers e estes publicarem na internet (invasão de privacidade). Logo, em tempos de proteção de dados não dá para confiar nas nossas informações que estão sob a guarda da empresa de tecnologia responsável pelo armazenamento na nuvem. Como exemplo citamos o caso da Luisa Sonza em que fotos íntimas suas foram vazadas na internet.

Sextorsão: acontece quando um terceiro invade as suas contas, encontra as fotos íntimas e ameaça a publicação da imagem na internet se a dona da imagem ou vídeo não depositar determinada quantia em dinheiro ou em moedas virtuais. Voltamos a proteção dos nossos dados sob a égide da nova Lei Geral da Proteção de Dados (LGPD) no Brasil e da General Data Protection Regulation (GDPR) na União Europeia que mencionamos no texto anterior.

Cyberstalker: EU FUI VÍTIMA DESTE CRIME E NEM SABIA DA EXISTÊNCIA DELE! [Contei o desenrolar dessa história na live]. É quando uma pessoa passa de fã a perseguidor virtual nas redes sociais a ponto de importunar o dia a dia da(o) perseguida(o). Pode ser agravar quando passa do virtual para a vida real. Proteção de dados novamente! O uso das redes sociais permite que o(a) usuário(a) compartilhe com seus seguidores informações sobre a própria rotina, o que pode facilitar a perseguição na vida real do stalker.

MOVIMENTO #METOO

Movimento que nasceu em 2006 nos EUA pela ativista Tarana Burke com a hashtag #MeToo e viralizou em 2017 com a atriz Alyssa Milano como uma corrente de mulheres famosas que utilizaram suas redes sociais para denunciar que também foram vítimas de violência sexual e assédio no ambiente de trabalho.

Documentários E SÉRIES recomendados

Abaixo seguem os documentários e séries que citamos na live nos quais abordam as diversas violências contra as mulheres.

live completa no YouTube

Você pode conferir mais detalhes sobre este bate-papo no vídeo completo da live que publiquei em meu canal no YouTube.

Até a próxima e #DêUmStart

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s